12 fev. 2016
12 fev. 2016

Antes de prosseguirmos, gostaria de contextualizar a situação para os mais novos nesse purgatório de emoções que chamamos de internet: GIL, jogador que já passou por diversos clubes, em meados dos anos 2000 ganhou um título estadual (se não me engano) pelo Cruzeiro.

Durante a comemoração, torcedores invadiram o campo, arrancando até as roupas dos jogadores, fazendo festa. Neste dia, esta entrevista entrou para a história.

Desde esse momento até hoje, consolidou-se a LEI DE GIL, que dita as regras de certas situações pelo mundo afora.

E nesse dia, a lei foi citada na TV:

EITA, foi a reação da repórter. Ela sabe que a lei é histórica, e pode ser citada conforme a vontade das pessoas. Gil deve estar orgulhoso de ver suas palavras sendo citadas tantos anos depois, de uma forma tão inocente e alegre.

Ah, e caso não tenha ficado claro, é só brincadeira tá, se quiser dar pode dar, eu não tenho nada a ver com isso.

Vai filhão!