08 jun 2009

Jogo video game desde os tempos de Atari, e acompanhei de perto a evolução dos jogos de futebol, os meus favoritos! Durante esses anos, percebi que não basta jogar bem, tem que montar o time certo. Mas, nem sempre o time certo precisa ter os melhores jogadores, basta que você saiba jogar com aqueles que você tem. Esse é um dos motivos pelo qual as pessoas discutem tanto quem são os melhores jogadores em cada posição, pois cada um se dá bem com um, só quem joga pra entender. Por isso fiz essa lista com os jogadores que eu considero os melhores, não necessariamente em habilidades, mas sim, os melhores de acordo com a necessidade, porque colocar Ronaldo, Henry e Messi na lista é fácil, mas não tem graça, esses todo mundo concorda e colocá-los na lista seria uma tremenda covardia com os demais jogadores. Sei que pouca gente vai concordar com a lista, mas, lá vai:

10. Hakan Sukur – Winning Eleven 2000 (PS1): se você joga na base do cruzamento, bola na área, balão pra frente, esse jogador é indispensável. Do alto de seus 1 metro e noventa e todos, Sukur tinha uma cabeçada poderosa e, apesar de ser bem lento, era um matador nato, e foi o único jogador até hoje com o qual eu consegui fazer um gol de cabeça de fora da área! Então, por esses e outros motivos, o turco Sukur fica no décimo lugar.

9. Fernando Hierro – Winning Eleven 2000 (PS1): Era violento? Era. Era lento? Era. Era bom zagueiro? Talvez. Então, o que ele fazia de bom? Gol! Isso mesmo, apesar do espanhol não ser lá uma unanimidade na zaga, era um excelente batedor de falta e pênalti, além de se ser o rei do escanteio. Bola na área, gol de cabeça. Ter o Hierro como o zagueiro que vem de trás pra fazer o gol era um privilégio. Pelo fato do Hierro ter sido o único zagueiro que eu já vi ficar entre os 5 goleadores de um torneio de WE2000, é dele o nono lugar.

8. Frank Rost – Winning Eleven 10 (PS2): Dentre os super goleiros do WE10, era difícil um goleiro desconhecido se destacar. Eu descobri o Rost em uma daquelas garimpadas pelo edit mode, e achei ele perdido por aí. Resolvi colocar a jogar em um time alternativo que montei e jamais vi um goleirinho de habilidades tão modestas salvar tantas bolas impossíveis. Cheguei a colocar ele em um mini torneio, e ganhei com ele no gol, fazendo milagre. Oitava posição para um goleiro modesto, mas que joga na hora que é preciso.

7. Mustapha Hadji – Winning Eleven 2000 (PS1): Alguém ja tinha ouvido falar de algum marroquino que jogasse muito? Nem eu. A cada 10 pessoas, 10 desconhecem esse jogador. É claro que a exceção é a Konami, que não só conhecia, mas o considerava um dos melhores do mundo. Radji brilhou no WE2000, e depois sumiu nas outras edições do game (não sumiu exatamente, só ficou fraquinho). Era um jogador completo, que jogava em qualquer posição, era unânime, um ídolo do game, por isso, sétimo lugar.

6. Patrick Vieira – Winning Eleven 8 (PS2): Dentre tantos desconhecidos, um famoso, pena que na época do WE8, o francês era bem ruimzinho no game, contrariando a vida real. Vieira não tinha nada de surpreendente em suas habilidades, mas tem o estilo “negro alto, passadas largas”, o suficiente pra assustar os atacantes, e encher o meio de campo com todo seu tamanho. Por mandar no meio campo só no susto, sexto lugar.

5. Milan Baros – Winning Eleven 9 (PS2): Não sei o que o Baros tinha de especial, mas alguma coisa nele não deixava que os zagueiros tocassem na bola. No WE9, era colocar o Baros no segundo tempo e passar pelo meio da zaga adversária, chegar na cara do gol com facilidade. O pioneiro no drible “raio X” nos games leva a quinta posição.

4. Tijani Babangida – Winnning Eleven 2000 (PS1): O que dizer dele? Simples: era o melhor amigo dos adeptos do “futebol correria”. Babangida era pequeno, rápido, ágil, ideal pra colocar no segundo tempo e infernizar. Babangida simplesmente sumiu nas versões pra PS2, mas acho que não seria nem metade do que foi no WE2000, onde era um dos símbolos do game. Quarto lugar é pouco pra ele, lenda do WE.

3. Gabriel Batistuta – Winning Eleven 2000 (PS1): Pra jogar com o Batistuta não precisava muita habilidade com o chute, eu diria nenhuma habilidade com chute, pois o jogador é o único até hoje a ter tanto força de chute quanto precisão no máximo. Era pegar a bola e bater em gol, de onde estivesse, as chances de gol eram imensas. Batistuta era unânime para quem gostava de bater de longe. Medalha de bronze merecida!

2. Daniel Amokachi – Winning Eleven 3 e 4 (PS1): Vai ter marmanjo chorando ao lembrar desse cara. Amokachi é simplesmente a maior lenda da história do WE em todos os tempos. O jogador Amokachi nunca foi lá grande coisa, jogou muito nas olimpíadas de 96, pela seleção da Nigéria, mas, ao longo da carreira, não marcou mais de 80 gols, e ficou parado durante anos devido a uma lesão. Porém, no WE3 e WE4 era o grande ídolo, o mestre, o único que botava contra o Ronaldo. Amokachi, o símbolo do WE, medalha de prata.

1. Allejo – International Superstar Soccer Deluxe (SNES): Quem seria o único a ter cacife de desbancar o Amokachi nessa lista? O mestre dos tempos de SNES, aquele que muitos dizem ser melhor que Pelé, o mestre da grande área, o inigualável Allejo. Apesar de ser o único jogador fictício da lista, é o que tem maior carisma, e não existia um ser humano que não jogasse bem com Allejo. Junto com seus companheiros Gomez, Beranco, Pardilla, etc., ele marcou a infância de muita gente e com muito merecimento leva a medalha de ouro, com direito a vídeo e tudo:


UPDATE: Devido as muitas reclamações, e pra mostrar que eu sou um cara legal, resolvi incluir mais um na lista como bônus:

Janco Tianno – Fifa 94 (SNES): nunca gostei do Fifa, e por isso, nunca joguei com o Janco Tianno, mas, segundo fontes confiáveis, ele foi o inventor do soco no ar, mais tarde imitado por Pelé, e também já havia feito 1000 gols antes mesmo de começar a jogar futebol. Muitos ainda discutem quem foi melhor: Janco ou Allejo. Nem preciso dizer qual a minha opinião, mas vale o reconhecimento que Janco marcou época!

Reclamações ou sugestões sobre a lista, nos comentários por favor.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.