Tudo caro? Como brasileiro pode deixar o bolso mais doce na Páscoa

Imagem de Spiritze em Pixabay

Para grande parte dos brasileiros, ir ao supermercado está mais assustador do que ver um filme de terror. Isso porque, a cada dia que passa, os preços de vários produtos aumentam, fazendo com que o carrinho de compras fique mais vazio.

Em datas comemorativas, o susto pode ser maior, já que as famílias fazem compras maiores para as refeições especiais. Porém, nem tudo está perdido. Mesmo que a Páscoa esteja mais enxuta do que em outros anos, é possível celebrar a data gastando um pouco menos. Veja só!

 

O polêmico chocolate

Uma das discussões mais famosas da internet é sobre a escolha do chocolate durante a Páscoa. Afinal, todo mundo sabe que a barra custa muito menos do que ovo, mesmo assim, o doce no formato oval continua sendo mais querido.

Este ano, quem for presentear os familiares e amigos, nem precisa se desculpar. Devido à alta dos preços, as barras de chocolate serão muito bem aceitas pelos presenteados. Como já comentaram nas redes sociais, a discussão em 2022 será ofuscada, porque está caro comprar ovo, mas também barra. Então, quem recebe algo já deve ficar bastante feliz!

 

Redes menores de mercados

O mercado varejista brasileiro está mudando muito nos últimos anos, incluindo o fechamento e a mudança de algumas lojas. Isso pode fazer com que moradores de algumas regiões fiquem com menos opções de estabelecimentos grandes.

Porém, é preciso ser otimista e olhar para outros mercados menores ou regionais. No interior paulista, por exemplo, os consumidores encontram algumas lojas que não há em outros locais. Como é possível ver neste jornal de ofertas do Savegnago, é possível encontrar várias promoções, de chocolates a carnes. Além do mais, os consumidores ainda podem concorrer a prêmios, caso cadastrem o cupom fiscal no site da loja.

O Grupo Savegnago está investindo pesado no estado de São Paulo, e já conta com várias facilidades das grandes marcas, como aplicativo de compras e atendimento via WhatsApp. Então, por que não dar uma chance?

 

Focar em quem importa

Nas datas comemorativas, é normal querer agradar o máximo de pessoas possível. No entanto, quem faz isso pode comprometer de forma significativa o bolso, levando mais contas para o mês de maio.

Ao invés de dar chocolate para todos os sobrinhos, por exemplo, é preferível entregar uma caixa de bombons para que eles dividam no dia da Páscoa. Até porque, escolher alguns deles pode gerar mágoas entre os que não ganharem nada.

Quando a situação financeira não está favorável, vale mais a pena comprar presente apenas para as pessoas mais próximas, como filhos e netos. Do jeito que as coisas estão atualmente, todos irão entender.

 

Simplicidade é tudo

Quem não tem gato, caça como lebre, certo? O mesmo vale para os almoços especiais. Ninguém vai sair prejudicado se não comer bacalhau, salmão ou outro peixe específico. É possível pesquisar receitas de culinária, optar por uma opção mais econômica – que agrade a todos – e não pese no bolso. Por exemplo: filé de peixe com molho de laranja, salpicão de frango ou ainda frango no forno com especiarias.

Por se tratar de uma festividade religiosa e associada à família, a Páscoa não precisa ser sinônimo de luxo, mas, sim, de união. Vale a pena ver o que está com um preço mais em conta no mercado, usar a imaginação  e caprichar no tempero.10

Comprar qualquer produto não está barato no Brasil. Então, a solução é adequar as celebrações, para não deixar de reunir a família, nem levar despesas para o próximo mês.