11 out 2017

Nada de montagem, apenas habilidade, precisão, e muita malandragem. Caso você não acredite, fique com a clássica versão portuguesa da música daquelas menina lésbica do início dos anos 2000 (cortesia do leitor Thallyson Dias):

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.