11 jan 2018

A velha síndrome do MÃE MINHA BAINHA, eternizada por aquela menina que eu não lembro o nome agora.

Quando a pessoa é tatuadora durante o dia e médica durante a noite, dá nisso.

Dica do leitor Vinícius Cardoso.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.